terça-feira, 22 de janeiro de 2008

Fui apanhada no meio de uma grande sensação de desanimo e tristeza, uma tristeza que me deixa o coração bem apertadinho e que nem com as lágrimas se vai embora. E sinto-me mal por me sentir assim quando tenho 6 rebentos saudáveis, felizes e um marido maravilhoso que me completa...

sexta-feira, 18 de janeiro de 2008

Vem rápido Verão!

O Eduardo começou quarta feira com uma tosse horrivel, hoje queixa-se de dores de cabeça e no peito cada vez que tem um ataque de tosse. Até mete dó! O Gabriel começou ontem com a mesma tosse. A noite passada tinha o Eduardo a tossir de tal maneira que parecia até que ficava sem ar. Passámos a noite em claro a tentar acalmar a tosse dos dois. Sobre a manhã lá acalmou a tosse e conseguiram finalmente descansar. Hoje ficaram os dois de molho para ver se isto passa e tem sido uma sinfonia, ora tosse um, ora tosse o outro, ora tossem os dois ao mesmo tempo. E eu dou por mim a desejar que o verão chegue bem rápido que já estou farta de ver os meus rebentos doentes!

quinta-feira, 17 de janeiro de 2008

Miminhos






Antes de mais, muito obrigada pelos miminhos e peço desculpa pela enorme demora a colocá-los aqui! Recebi estes miminhos da Ana e Kiko; da Família Teixeira; da Mãe Tranças; da Carla-vida a 4; da Cláudia, mãe da Daniela e da Mãe da Rita. (Peço desculpa se me esqueci de alguém). Muito obrigada a todas! Retribuo-os a vocês e passo a todas vocês que aqui passam para nos lerem.





E a sorte que não quer nada conosco...

sexta-feira, 11 de janeiro de 2008

Ecografia/Consulta

E ontem lá fomos, o pai e eu à última ecografia.

Uma ecografia que mostrou uma bebé saudável, que cresceu bastante nestas ultimas semanas e bastante irrequieta. Foi mesmo muito bom vê-la e continuo a achar que ela se parece muito com os manos o que aguçou a curiosidade de a ver para confirmar se se parece mesmo. Mas nada se compara a ouvir o coração! É que nem tenho palavras para descrever.
Até agora aumentei 9 kg e a tensão está óptima. Com as análises também está tudo bem.
Ficaram marcadas consultas para as 36 e 38 semanas e não consigo deixar de pensar que o tempo até ter a minha bebé nos braços vai voar.
Às 33 semanas (e 2 dias) vamos em 34º lugar aqui e em 28º aqui!
O mais importante de tudo, está tudo bem com ela e comigo e isso é o que se quer.

quarta-feira, 9 de janeiro de 2008

33 semanas

33 semanas e a sensação que o tempo passou a correr!

Tem sido uma gravidez muito calma mas já começo a sentir as "maleitas" da gravidez: as dores de costas, as pernas inchadas, as moinhas que agora insistem em aparecer sempre que ando um pouco mais, as insónias e a dificuldade em arranjar uma posição confortável para dormir. As minhas filhas estão tão ansiosas que o dia chegue e têm falado muito sobre isso. Falam muito sobre a irmã, opinando sobre com quem elas acham que a bebé se irá parecer, a cor dos olhos e cabelo. Por elas a irmã nascia já hoje. O Tomás também se começa a aperceber que daqui a pouco tempo a irmã vai nascer mas de momento a maior preocupação dele é com quem é que eles vão ficar enquanto eu estiver no hospital. Sabe que vão ficar com o pai mas não está muito convencido que seja a melhor opção - diz ele que o pai precisa da mãe para saber fazer as coisas. Os gémeos ultimamente têm falado mais da bebé, sabem que vão ter uma irmãzinha que está dentro da minha barriga, até gostam de tocar e dar beijinhos na barriga mas não se mostram muito interessados em que a irmã nasça. Acham verdadeiramente chato o facto de não conseguir pegar bem neles ao colo e já aconteceram algumas birrinhas devido a isto. O pai continua encantado da vida assim como eu.
Amanhã temos a que será, em principio, a última ecografia. Estou muito contente por ir espreitar a minha bebezinha mas ao mesmo tempo "triste" por saber que esta será, muito muito certamente, a ultima vez que irei fazer uma ecografia com um bebé cá dentro.
E sim, repararam bem, a bebé continua a ser só bebé porque ainda não há um nome escolhido! Isto está mesmo complicado. Quer dizer, já esteve mais. Já só estão dois nomes em jogo: Concha e Clara. Pode ser que esteja para breve a escolha (esperemos).
É um tema completamente aparte mas não posso deixar de aqui registar: na sexta feira passada, 2 meses depois daquele "acidente" que valeu um braço partido a Beatriz teve alta da fisioterapia e está de volta aos treinos de futebol. Está feliz da vida.

terça-feira, 8 de janeiro de 2008

São 21:00 e tenho os rapazes da casa já a dormir. Nada comum nos dias que correm. Das duas uma, ou o dia foi muito cansativo na escola ou então estão a chocar alguma coisa. Esperemos que seja a primeira hipotese.

Na sexta feira, depois de ter dito maravilhas dos meus bons estudantes, trouxe para casa 5 autênticas pestes. Uma delas com um recado de mau comportamento escrito no caderno (nada de muito grave, correu no corredor onde sabe ser proibido correr). Eram elas no quarto com musica aos berros, eles na porta do quarto delas a fazerem barulho com instrumentos improvisados, em resposta elas iam aumentando o volume do radio enquanto que pelo meio se ouvia a porta abrir e fechar. Tive de me chatear com eles mas mesmo assim o desassossego continuou, em menor escala é verdade, mas continuou. A Camila e a Beatriz só sossegaram depois do aviso que a continuar com aquele comportamento não havia saida a 3 para ninguém no dia seguinte. Ainda estou para descobrir a causa de tanta agitação...
Sábado, a tal saída a três. E que melhor programa para uma mulher e 2 amostras de mulher num dia chuvoso do que ir para os saldos gastar dinheiro seguido de um lanche delicioso?Foi uma tarde maravilhosamente bem passada! Até nem gastámos muito mas fizemos boas compras, elas divirtiram-se imenso a experimentar roupas (haja paciência) e a escolher roupa para os irmãos e para a irmã embutida. Ao lanche (quase jantar) já estávamos tão cansadas que para recuperar comemos um crepe gigante, cheio de gelado, a dividir pelas três. Foi mesmo um óptimo passeio (quem não gostou muito foi a menina embutida, fiquei com umas moínhas chatas).
No domingo, um dia cheio de actividades em familia. Enquanto as mais velhas faziam os trabalhos de casa, estive com os meninos a jogar aos jogos que receberam no Natal até elas se juntarem a nós e termos feito uma sessão de jogo em familia. Ao final da tarde, o pai cá da casa foi para a cozinha fazer o jantar enquanto a mãe ficou no sofá enroscada com os filhotes a ver desenhos animados. Um fim de semana mesmo muito bom!

sexta-feira, 4 de janeiro de 2008

Gosto muito de os ter a todos em casa comigo, ouvir e partilhar as suas brincadeiras, ver os dvd's vezes e vezes sem conta todos enroscados no sofá, debaixo de uma manta. Gosto do desassossego, dos "não temos nada para fazer" e de os mimar o dia todo. Mas (em muitos dias) também gosto de acordar de manhã, levar os miúdos à escola e vir trabalhar.
Por falar em escola, os meus meninos e meninas sairam-se muito bem no primeiro periodo. O Gabriel e o Eduardo estão bem integrados na turma e embora ainda brinquem muito um com o outro sem dar grandes oportunidades aos colegas já vão brincando com os outros meninos. Na terapia da fala também está tudo a correr bem, já não há choros e notamos mesmo muitos progressos na fala deles. O Tomás continua a adorar ir para a escola e também está muito bem integrado, é muito participativo nas actividades da turma. A Beatriz trouxe para casa três "Satisfaz muito bem", um elogio à sua bonita caligrafia e uma advertencia por causa da tagarelice, é que esta menina é uma tagarela tão tagarela que até estando sentada numa mesa sozinha, mais afastada dos outros, arranja maneira de falar. Mas já me disse que vai tentar falar menos nas aulas. As notas da Camila também foram muito boas, com três 5 e o resto 4. A reunião de pais é para a semana. Estou muito orgulhosa dos nossos filhos!

quinta-feira, 3 de janeiro de 2008

Quatro (longas) horas de viagem e perdi a conta às vezes que:
  • Ouvi as frases "falta muito para chegarmos?", "quando é que chegamos?", "onde estamos?", "Mãe, olha (inserir o nome de uma das crianças) que não pára quieto/me está a chatear";
  • Parámos para (eu) fazer xixi;
  • Parámos para esticar as pernas;
  • Me mexi para arranjar uma posição sentada confortável;
  • Ouvimos o mesmo cd;
  • Me virei para trás (normalmente no segundo a seguir a ter encontrado uma posição minimamente confortável) para meter ordem nos ocupantes dos bancos de trás.

A próxima vez que me quiser meter numa destas de novo, mostrem-me isto sff!