quinta-feira, 31 de maio de 2007

Terapia da fala II

Hoje o Gabriel e o Eduardo portaram-se muito melhor na terapia da fala. O Eduardo mal chorou. O Gabriel chorou durante a maior parte do tempo mas para o fim lá parou e começou a participar. Foi melhor que na primeira vez mas espero mesmo que para a próxima nenhum deles chore.

terça-feira, 29 de maio de 2007

Terapia da fala

O Eduardo e o Gabriel tiveram hoje a primeira sessão de terapia da fala. Vão começar a ir duas vezes por semana, cada sessão é de 30 minutos. Choraram os dois durante praticamente o tempo todo, o Gabriel começou a chorar e o choro dele fez com que o Eduardo chorasse também. Não costumam estar muito tempo longe de mim e acho que isso foi o principal problema. O Gabriel disse-me que estava a chorar porque me queria. No caminho para casa, com eles mais calmos, expliquei-lhes que na quinta feira vão de novo e disseram-me logo que não querem ir. Espero que eles se comecem a habituar rapidamente senão vai ser muito complicado.

terça-feira, 8 de maio de 2007

Dia da Mãe

No dia da mãe tive direito a pequeno almoço na cama, feito por elas, sem ajuda de ninguem. Uma bandeja com uma chávena de café, um croissant com doce e 5 flores apanhadas por eles cinco no jardim. Soube mesmo muito bem começar o dia com tantos mimos, tantos beijinhos e todos juntos na cama- temos é de pensar numa cama maior :)

Fizeram entre todos um postal . Está lindissimo e mostra um pouco do que cada um é. Mais uma vez conseguimos (felizmente) escapar ao espirito consumista e não houve nenhuma prenda comprada. Foi tudo feito por eles e penso que assim fica realmente com o espirito do dia, pelo menos do espirito que eu lhe dou. E o mais importante foi mesmo o ter sido um dia de qualidade, em que estivemos juntos, brincámos, rimos, trocámos mimos.

É uma sensação muito boa a de sentir que eles se sentem extremamente amados por mim (pelo pai também claro).

quarta-feira, 2 de maio de 2007

Da ida ao supermercado...

... sem crianças:
  • Metade do tempo;
  • Metade da confusão;
  • Carrinho das compras muito menos cheio;
  • Menos dinheiro que lá fica;
  • E acho que as pessoas que arrumam os expositores também agradecem a falta de desarrumação causada pelos meus rapazes.