segunda-feira, 31 de março de 2008

terça-feira, 25 de março de 2008

Um mês de ti...

Um mês de vida completas tu hoje, Concha. Um mês que passou mais parecia um segundo. Há um mês atrás, por esta hora, já tinhamos passado pela aventura que foi o teu nascimento e já te conhecia o rosto, o corpo, o cheiro e o choro.
Estás a crescer, arrisco-me repetir, à velocidade da luz. Descobriste que sabes chorar e que o choro é uma arma muito poderosa para obteres o que precisas(valham-nos uns irmãos muito atenciosos e eficientes a acalmar o teu choro de mimo). Estás cada dia mais atenta ao que te rodeia e gostas muito do barulho dos teus irmãos mas não muito próximo de ti (leia-se, 5 crianças a falar alto quase em cima de ti a disputar a tua atenção).
Dás umas noites razoáveis na maioria das vezes mas adormecer ainda tem de ser ao colo. São muito bons os nossos momentos a duas quando te adormeço no silêncio da noite. Muito bons mesmo.
Um mês...

quarta-feira, 19 de março de 2008

Dia do Pai!

Um feliz dia do pai a todos os papás!
Um beijo enorme para o meu pai e para o papá cá da casa que é o melhor pai que que eu podia desejar para os meus filhos!
Ando ausente. Motivo(s): uma piolha (Beatriz) doente, uma cachopa (Concha) que descobriu que sabe chorar e que o choro é uma arma poderosa, duas pestes muito pestes (Eduardo e Gabriel), avós paternos a ficar cá em casa, feitura do presente do dia do pai e do presente de anos do pai que faz anos amanhã, almoço de Páscoa este ano vai ser cá em casa... Assim que a vida nesta casa acalme, volto com todas as muitas novidades.

sexta-feira, 14 de março de 2008

11 anos

Faz hoje 11 anos que vieste ao mundo, Camila. Foi contigo que aprendi o que é ser mãe e não podia ter pedido melhor. Sempre foste muito paciente comigo, como se soubesses que parte da tua tarefa era ensinar-me a ser mãe. Cada dia estou mais rica e sábia com os teus ensinamentos.
11 anos... Quase que podia jurar que foi ontem que te vi nascer e que te segurei pela primeira vez mas ao olhar para ti dou conta da passagem do tempo: em ti, pouco ou nada se encontra já de bebé. Estás a crescer e a tornar-te uma bela mocinha. Bela não só por fora como, mais importante, por dentro. És um orgulho para todos os que te rodeiam. És muito terna e meiga, não gostas de ver os outros tristes e tens um grande sentido de justiça. Estás sempre pronta para aprender e para ensinar aos outros a sabedoria que os teus 11 anos de vida te permitem ter. Sei-te feliz, não só porque nos dizes e nos dizem, mas porque te vejo feliz, nos teus olhos e no teu sorriso. Que a felicidade esteja presente na tua vida, todos os dias, assim como o amor e a verdadeira amizade.
Hoje juntamos a familia para um jantar e para te cantarmos os parabéns. Amanhã será a festa com as amigas. Esperemos que o tempo coopere.
Feliz Aniversário Camila!
Amo-te muito,
Mãe.

segunda-feira, 10 de março de 2008

2 semanas de ti, Concha

Continuas uma bebé muito apressadinha que gosta bastante de colo. Começaste há uns dias a ter alguma dificuldade em adormecer sozinha e resmungas bastante até que alguém te vá ajudar a adormecer, normalmente com colo. Quem gosta muito desta tua nova "mania" é a mana Camila que se oferece para te ter ao colo até que durmas, coisa que não demora muito. Uma vez a dormir, dormes muito bem e completamente abstraida do barulho à tua volta. Mamas muito bem e manténs o teu horário de 3 em 3 horas. Já há uma semana que ultrapassaste o teu peso de nascença. Já tenho várias roupinhas que te deixaram de servir postas de parte, possivelmente para irem de volta para o sótão. Aos 8 dias caiu o cordão que nos uniu durante 9 meses, para grande alivio dos manos que não gostavam nada de ver o coto ali. És linda e, mais importante, saudável.
Correndo o risco de me tornar repetitiva... É verdadeiramente uma benção viver esta experiência de ser mãe, esta felicidade constante que mesmo com poucas horas de sono por dia e o cansaço de uma casa cheia de crianças me fazem andar sempre com um enorme sorriso na cara.
As novas rotinas estão praticamente implementadas embora o final de tarde ainda seja por vezes um tanto ou quanto caótico. Tenho a sorte de ter um marido que é um pai muito participativo e uns pais sempre dispostos a ajudar o que me tem facilitado bastante a vida, dando-me tempo para fazer umas sestas e estar com os mais velhos. Sou realmente uma sortuda pela bela familia que tenho.
2 semanas de ti, Concha. 2 semanas de muita alegria. 2 semanas de muito amor.
Aos poucos espero colocar as visitas em dia e dentro em breve, escrever sobre o parto.

segunda-feira, 3 de março de 2008

Há uma semana atrás...

...a barrinha era esta:

...eras recebida assim: "A Concha nasceu hoje a caminho do Hospital, dentro da ambulância!!, com 3.320kg.Muitos parabéns!!!!" no Baby boom.

...e no Babyblogs: "Bem Vinda Concha!!!! Nasceu a Concha da Mamã Maria, a 6ª benção de uma familia maravilhosa!!! A Concha nasceu às 39 semanas e 6 dias, ontem, dia 25 de Fevereiro de 2008, às 8h 08 com 3,320 Kg!!! Esta miuda tinha de deixar a sua marca!!! A Concha nasceu dentro da ambulância a meio caminho para o hospital, a mãe nem teve tempo de lá chegar!!! Ela é linda e perfeitinha. A Mãe e bebé estão bem segundo o papá babado!!! Muitos parabéns aos papás babados e aos maninhos mais velhos Camila, Beatriz, Tomás, Eduardo e Gabriel!!! Muitas muitas felicidades para toda a vossa maravilhosa familia, em especial para o novo membro!!! Beijocas ENORMES".

...a nossa vida mudou, ficámos mais ricos, mais completos e mais felizes. És fruto de um grande amor (assim como todos os teus irmãos) e espero que ao longo da tua vida te consigamos transmitir sempre isto.

sábado, 1 de março de 2008

Reacções à chegada da Concha

Concha: é, até agora, uma bebé bastante apressada que tem de ter as suas necessidades atendidas na hora mas não é muito dada a choros. Pelos vistos prefere o barulho dos irmãos ao silêncio: ontem adormeceu muito mais facilmente no meio da confusão/barulho dos irmãos do que nos dias passados na maternidade. É uma come e dorme, faz intervalos de 3 horas na maioria das vezes.

Camila: uma irmã mais velha muito babada, perde-se a contemplar a bebé. Já deu muito colo à mana e até já mudou uma fralda.

Beatriz: tal como a Camila, está completamente apaixonada pela Concha e gosta muito de ficar a vê-la dormir e dar-lhe beijinhos.

Tomás: gostou muito de conhecer a mana, quis pegar nela ao colo e tudo. Passada a euforia inicial, anda mais de volta dela quando vê os irmãos por lá.

Eduardo: Inspecionou muito cuidadosamente a mana no primeiro contacto mas não ficou muito convencido. Fartámo-nos de rir quando ele depois de ter acabado a inspecção disse ao pai que a podia levar embora que ele já tinha visto tudo. Apesar de tudo parece estar a reagir bem à presença dela.

Gabriel: foi o que se mostrou mais reticente em chegar perto da irmã, não a quis ver na primeira visita (ninguém insistiu também). Só no dia seguinte é que pediu para ver a irmã, que estava no meu colo, sentou-se ao meu lado na cama a olhar para a bebé, disse-me que a mana é linda e pequenina e pediu-me para pegar nela ao colo! Todo ele tremia quando o pai lhe passou a Concha para o colo. É o primeiro a aparecer quando a ouve choramingar e gosta muito de mexer nela, nem sempre com cuidado mas faz parte.

Nós pais, sentimo-nos imensamente abençoados com esta familia linda que construimos. Estamos num estado de felicidade permanente, diria mesmo que andamos nas nuvens mesmo com o cansaço que vamos sentindo. Estamos a tentar chegar a todos para que ninguém se sinta com a chegada da irmã, umas vezes com mais sucesso que outras mas até agora diria que estamos a sair-nos bem.

Uma vez mais, muito obrigada pelas vossas palavras!