domingo, 20 de novembro de 2011

2 anos de Adriana e Francisca!

Feliz aniversário, Adriana e Francisca!

Que a vossa vida seja sempre repleta de amor e saúde!

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Maleitas (Parte III)

Está frio lá fora embora o sol tenha aparecido a brilhar. O sofá está repleto de miúdos ranhosos, queixosos e cheios de mimo, e brinquedos. O Gabriel e a Concha dormem, o Tomás e o Eduardo estão entretidos a ver os desenhos animados. As pequenas parecem estar a escapar ilesas (bate na madeira) e as mais velhas não pareciam piores de manhã quando foram para a escola.Vamos lá ver no que vai.

Agora vou aproveitar o momento de calma para ir preparar o almoço dos meus "doentinhos".

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Maleitas (parte II)

Começou pela Concha, que acordou de manhã com o nariz ranhoso e tosse. À tarde quando os fui buscar à escola, vinham o Eduardo e o Gabriel no mesmo estado. Antes da hora de jantar, tinha o Tomás a dormir no sofá - coisa nada habitual nele - com umas bochechas muito encarnadas e com febre, seguiram-se pouco depois as queixas nos ouvidos e na garganta. Ao jantar tinha o Eduardo e o Gabriel a queixarem-se da garganta e mal comeram. De noite foi uma sinfonia tremenda, ora tossia o Eduardo, ora o Gabriel, ora a Concha. Quando parou a sinfonia da tosse, fomos acordados pelo chamado choroso do Tomás a queixar-se com muitas dores e alagado do suor da febre. De manhã, todos para a escola, com excepção do Tomás. A meio da manhã recebo um telefonema da escola da Concha para a ir buscar pois está com febre. Deixo a Adriana e a Francisca com os meus pais e sigo com o Tomás para apanhar a Concha na escola, aproveito e apanho os gémeos também  e seguimos para a médica. Medicação para os miúdos e seguimos para casa.

Amanhã ficam os quatro em casa a recuperar. Mando para a escola a Camila a ficar ranhosa e a Beatriz a queixar-se da garganta, esperando que não passe disso. Ficam também as pequenitas que espero também que passem ao lado disto tudo.

Há alturas assim, em que todos adoecem ao mesmo tempo e que me fazem desejar (ainda mais) o fim do tempo frio e chuvoso!

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Maleitas

Ainda o Outono não se mostrou e nós já contamos com dois internamentos por problemas respiratórios da Francisca. Começo a achar que este Outono/Inverno vai seguir o exemplo do ano passado e não estou a gostar nada da ideia... Espero estar redondamente enganada!

(Não podemos passar já directamente para o Verão?!)

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Regresso às aulas, 1ª semana

As mais velhas começaram a escola hoje. Os horários não são maus e até são parecidos, o que é óptimo para as boleias. As turmas mantêm-se sem grandes mudanças a nível dos alunos, o que também é bom e deixou as miúdas felizes. A Camila ainda tem duas disciplinas sem professor. Esperemos que cheguem rápido os novos professores para os miúdos não ficarem prejudicados com o atraso nas matérias. A Beatriz está com uma falta de entusiasmo para com a escola que nem parece dela. Esperemos que seja só "ressaca" de final de férias e que depresse se anime com o regresso às aulas.

Com os rapazes, o balanço até agora é positivo, estão a gostar das aulas e da brincadeira no recreio.

A Concha, depois de três dias sem chorar, hoje ficou na escola a chorar. Lá sai de perto dela com o coração apertadinho por a deixar assim tristinha, mesmo sabendo que ficava bem entregue e que depressa a tristeza lhe passava. Ainda para mais sabendo que iria ser o primeiro dia que ela iria fazer a sesta na escola, ainda pensei em mudar o plano mas consegui que a razão fosse mais forte que o coração e ficou tudo como havia sido planeado. Fomos buscá-la logo após a sesta e veio a correr para nos abraçar mal nos viu chegar. Diz a educadora que no geral passou bem o dia, não demorou muito a parar de chorar embora durante a manhã tenha tido momentos em que tornou a chorar, mas depressa passaram e esteve animada e participativa nas actividades de sala; almoçou bem, teve algumas dificuldades em adormecer mas com a ajuda da auxiliar ainda conseguiu fazer uma boa soneca. Para bem do meu coração de mãe, espero que amanhã a pequena fique sem chorar.

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

1º dia de aulas

A manhã começou com alguns resmungos dos meninos quando fui abrir a janela do quarto deles e a luz começou a entrar. Queriam dormir mais um pouco, porque ainda era cedo e era injusto começarem a escola e as irmãs não. Passado o mau acordar lá desceram, ainda meio ensonados mas entusiasmados, para tomar o pequeno almoço. A Concha por seu lado, acordou sem dificuldades e contente por ter chegado o dia de ir para a escola.

Deixámos os meninos na escola primeiro, quase sem direito a beijinhos de bom primeiro dia de aulas, já que rapidamente se apressaram para ir ao encontro dos colegas que já se avistavam no pátio da escola. Em seguida lá fomos nós para a escola da Concha. Pelo caminho ia muito animada, a conversar com as irmãs. Quando saímos do carro demos de caras com uma cena típica de um primeiro dia de escola, uma mãe a tentar tirar o filho em prantos de dentro do carro. Entrando no portão, mais uma criança a chorar ao colo do pai. Vimos a Concha ficar com um ar sério e começo a pensar que não tarda muito sou eu a ter a miúda ao colo a chorar e a não querer ficar na escola. Dissemos-lhe que eram meninos que ainda não sabiam como é giro e divertido ir para a escola e por isso mesmo estavam tristes. Pareceu ficar convencida até que, ao chegarmos à sala dela, damos com um cenário parecido com o visto lá fora, mais meninos na sala a chorar. Começou a ficar encolhida atrás das irmãs e já nem quis dizer olá à educadora. Já me estava mesmo a ver a ir embora de coração partido por a deixar triste no seu primeiro dia de sempre de escola. Mas nisto as irmãs foram, a convite da educadora, entrando com ela na sala e falando com ela, o que ajudou a que se começasse a abstrair do choro em volta e lá cumprimentou a educadora. Feitas as apresentações, a mochila arrumada no cabide e o espaço reconhecido, despedimo-nos dela. Recebemos e tivemos de dar muitos beijinhos até ela deixar que nos viessemos embora. Não ficou com o ar mais feliz do mundo mas pelo menos não ficou a chorar.

Fomos buscá-la logo após o almoço e estava contente, almoçou bem e passou bem a manhã. Os miúdos também tiveram um bom primeiro dia, vinham contentes e cheios de novidades para contar.

Quinta-feira é a vez das mais velhas começarem a escola.

domingo, 11 de setembro de 2011

Inicio do ano lectivo

Os livros estão forrados. O material está todo devidamente etiquetado e arrumado nas mochilas novas. As mochilas estão estrategicamente colocadas perto da porta da rua, para que não existam esquecimentos. As roupas estão escolhidas e colocadas à mão. Os miúdos dormem descansadamente embora tenha sido dificil sossegarem, por culpa da excitação/ansiedade do regresso à escola e também pelo hábito de se deitarem mais tarde, adquirido nas férias de verão.

Amanhã os três rapazes e a Concha dão o pontapé de saída neste arranque de ano lectivo.

Que seja um ano lectivo cheio de aprendizagens e sucessos!

terça-feira, 6 de setembro de 2011

A dolorosa

Este ano foi realmente dolorosa. Refiro-me à conta dos livros dos miúdos para este novo ano escolar. 600 e poucos euros foi quanto se deixou na papelaria este ano, só em manuais escolares. Curiosamente, os livros do Eduardo e do Gabriel foram mais caros que os do Tomás, assim como os da Beatriz também foram mais caros que os da Camila.

Embora as notícias afirmem o contrário, pagámos bastante mais este ano comparativamente ao ano passado (e sim, bem sei que os preços aumentam conforme eles vão avançado de ano mas também não é isto que justifica já que os livros dos mais novos conseguiram ser mais caros do que os dos mais velhos).

Ao saber o total da conta quase que tive vontade de dizer à senhora da papelaria que podia arrumar tudo de novo, que este ano os miúdos iam para a escola sem manuais escolares! Ai... Não sei onde vamos parar não... Para o ano nem quero imaginar... Preços de tudo a aumentar e cortes atrás de cortes nos vencimentos e apoios... Mas enfim, não adianta de nada sofrer com antecedência! Para o ano logo se resolve.

Temos a agradecer aos avós, que após saberem quanto se gastou na papelaria, pegaram nos netos e os levaram para irem escolher o resto do material escolar (esta parte nem faço ideia do outro tanto que terá sido). Obrigado Avós!!

Agora tenho uns serões pela frente, a forrar livros e a etiquetar todo o material. Depois disto, fica tudo pronto para os nossos estudantes iniciarem mais um ano lectivo!

sábado, 3 de setembro de 2011

Barbearia Caseira

Hoje de manhã a nossa casa tornou-se numa barbearia. O homem e as amostras de homem cá da casa ganharam um novo corte de cabelo, autoria da mãe da casa. "Safaram-se" as meninas, as mais novas por não estarem a precisar e as mais velhas por não ter coragem de arriscar cortar os cabelos delas.

Realizámos uma bela de uma poupança!

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Testando

Ainda não está a funcionar de forma perfeita (está a alterar toda a formatação dos posts) mas pelo menos já consigo publicar sem ser via e-mail!

Obrigada Teresa!

Finalmente a funcionar de forma perfeita!

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Feliz 12º aniversário!


Hoje festejamos o 12º aniversário da Beatriz!
Uma vez mais vou-me repetir mas... Custa-me acreditar que já se passaram 12 anos...
Está uma miúda que tem tanto de crescida como tem de menina pequena. Uma miúda que num minuto é uma autêntica maria rapaz, a trepar árvores e a jogar á bola, e noutro é toda menininha, vaidosa que só visto. Uma miúda linda e divertida, teimosa como tudo e meiga, muito meiga. Assim é a nossa Beatriz.

Feliz Aniversário Beatriz!

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

De volta.

Já lá vai muito tempo desde a última vez que aqui vim. A verdade é que nem me posso "desculpar" com a falta de tempo porque, embora o tempo não seja muito, a verdadeira culpada tem sido a falta de vontade. Para além da falta de vontade, aqui o cantinho resolveu zangar-se comigo pelo abandono e agora não consigo publicar nada a não ser via email. Já nem sei que mais tentar para resolver esta questão.
 
Desde que aqui estive na última vez, já se passaram as férias da Páscoa, todo um terceiro período escolar e praticamente também já passaram as férias de verão!
 
A nível académico, temos todos os miúdos a transitar de ano com boas notas e a Concha inscrita no jardim infantil. Estamos muito orgulhosos da dedicação deles à escola e da forma como trabalham para atingirem os objectivos que têm. Continuamos com algumas queixas do comportamento da Beatriz (mais propriamente do facto de não conseguir estar calada durante as aulas) e do Gabriel e do Eduardo (que são uns miúdos muito irrequietos). Muito sinceramente não estou preocupada porque este "mau comportamento" não tem prejudicado a aprendizagem deles (embora no caso da Beatriz tenha resultado em notas mais baixas do que as merecidas com base nas percentagens dos testes uma vez que o comportamento entra na média para a nota final) e não têm também comprometido a aprendizagem dos outros. Conhecendo os meus filhos como conheço, sei que eles se esforçam por melhorar o comportamento mas é mais forte que eles, está-lhes na natureza deles. A Beatriz é uma tagarela desde antes de começar a falar e os gémeos são umas autênticas pulguinhas electricas, que parecem estar sempre ligados à corrente. Vamos ver como vai evoluir esta questão do comportamento no próximo ano lectivo.
 
Os miúdos estão crescidos, estamos numa fase em que parece que todos os dias ao acordar estão maiores e mais crescidos, às vezes até assusta a rapidez com que crescem! Continuam uns filhos dos quais eu e o pai não temos quaisquer razões de queixa, prestáveis qb nas tarefas domésticas, amigos uns dos outros, bons estudantes/filhos/netos/irmãos e felizes.

O verão não tem sido grande amigo para os tão ansiados programas de praia e piscina mas mesmo assim temos aproveitado ao máximo todas as abertas que o sol nos dá. Apesar deste tempo de que verão tem pouco ou nada, temos aproveitado para passear e conviver em família. Os miúdos têm adorado e isso é o principal.
 
Saio daqui esperando que agora seja o momento em que passo a ser mesmo mais assídua aqui (até porque a verdade é que tenho imensa pena de não ir escrevendo as coisas engraçadas - e não só - que se vão passando pois depressa me esqueço delas e sei que daqui a uns tempos me vou arrepender disso) e de que em breve consiga resolver o problema que me impede de publicar as postagens.

terça-feira, 23 de agosto de 2011

7 anos!

Feliz aniversário Eduardo e Gabriel!
Que a vida sorria sempre para vocês como vocês sorriem para ela!
Acho que este cantinho ficou bem chateado com a minha falta de visitas!
Será que alguém faz alguma ideia porque raio não consigo publicar qualquer post sem ser via email?

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

9 anos de Tomás!

Feliz aniversário Tomás!

Que todos os teus sonhos e desejos se realizem, hoje e sempre meu querido! Adoramos-te imensamente.


(9 anos... 9 anos... Glup... Como é possivel serem já 9 anos?!)

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Férias da Páscoa

E é já amanhã que eles voltam à escola não é?!

Bem sei que os miúdos precisam de descanso das aulas e das obrigações escolares mas ao fim de uma semana com os miúdos todos em casa, fiquei eu a precisar de descanso! Estão numa fase que parece que não se entretêm com nada, estão constantemente aborrecidos e consequentemente, a fazer asneiras e a implicar uns com os outros. E com as previsões de chuva para esta semana, cá me parece que ainda vai ser uma semana mais cansativa.

Acho que os vou rifar até ao final das férias!

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Há meses dificeis.

O mês passado e este têm sido um bom exemplo disso mesmo.


Começou pela máquina de lavar roupa, que resolveu que era altura de ir para a reforma. Não muito mau, já era velhinha e tem-se a outra e pede-se à avó para emprestar a dela. Tem-se a outra, tinha-se a outra! Isto deve existir algum tipo de solidariedade entre electrodomesticos porque o que é certo é que nunca se avaria um sozinho e lá foi a outra máquina também. Como só com a máquina da avó não nos safamos e sinceramente não tenho vida para lavar roupa à mão, lá fomos nós às pressas comprar uma máquina de lavar roupa nova (que, aqui entre nós, acho que não foi assim uma muito boa compra ou então eu ainda não acertei com ela porque a limpeza da roupa não me está a agradar muito). Como se não bastasse, o carro resolveu avariar e foram mais uns quantos bons euros porta fora. Acabou por ser um arrombo na nossa economia mensal que não vinha mesmo nada a calhar.


Este mês, altura de trocar a roupa de inverno pela roupa mais fresca que já não há quem aguente roupa quente. Começo a tirar as coisas das caixas para ver o que ainda serve do ano passado, o que dá para tirar das caixas dos mais velhos para as dos mais novos. Do ano passado praticamente nada serve, a nenhum dos miúdos mas também não é de estranhar que os miúdos cresceram todos bastante. Das roupas que vão ficando dos irmãos, aproveitei o máximo que consegui que isto não está tempo para grandes (nem pequenos) gastos. Claro que nisto a Camila não se safa e precisámos de ir comprar umas peças novas para ela. Não sei se sou eu que não faço compras de roupa há muito tempo e por isso estava fora do real ou se as roupas estão realmente cada vez mais caras (já para não falar da falta de qualidade que apresentam). É que em meia dúzia de coisas vai-se um dinheirão e é certo e sabido que é roupa para durar pouco tempo. E os sapatos... Os sapatos estão caríssimos! Estive tentada a adoptar a ideia de mandar os miúdos descalços para a escola ou, para não sujar os pés, com os sapatos apertados! E com esta ida às compras lá o nosso orçamento familiar sofreu novo arrombo.


Agora meus meninos, é favor crescerem devagar (e sujarem pouco a roupa e estragarem pouco os sapatos) porque com o andamento que a coisa anda, tão cedo não me parece que vamos comprar roupas e sapatos novos.

segunda-feira, 14 de março de 2011

14 anos!


Parabéns pelo teu 14º aniversário Camila!


Como estás crescida... Quase que até custa acreditar que um dia já foste aquela bebé pequenina e indefesa que há 14 anos atrás trouxemos para casa da maternidade! Estás uma senhorinha! És uma pessoa muito bonita, na tua maneira de ser, no cuidado e no carinho que tens com os outros, no imenso sentido de justiça que tens em ti, no sorriso e no brilho lindo que costuma habitar o teu rosto.

Temos todos um orgulho imenso em ti!

Feliz aniversário Camila!

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

3 anos!

Feliz 3º aniversário Concha!
Amamos-te muito pequena apressadinha!

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Novidades

Será que é desta que eu consigo retornar este cantinho à vida? Ufa, que têm sido uns meses tão atrapalhados e cheios que o tempo não dá nem para pensar em vir aqui, quanto mais vir aqui de facto.

O Natal passou-se muito bem, uma bela festa em familia, com boa comida, muita brincadeira e amor. Este ano fartámo-nos de jogar jogos todos juntos e foi animação sempre garantida (embora com alguns acessos de mau perder, ainda temos trabalhinho para fazer nesta área). Os miúdos gostaram muito das prendas que o Pai Natal lhes deixou e nós, adultos, também.

A passagem de ano também foi muito bem passado e este ano conseguimos ter a criançada toda acordada nas doze badaladas! Se a memória não me falha, foi um feito inédito.

Os miúdos crescem a olhos vistos, mesmo sem sol. Estamos a pouquissimos dias do 3º aniversário da Concha e nem acredito que aquela pirralhita já vai completar 3 anos!

Os resultados na escola também estão a ser muito bons, estamos muito orgulhosos dos nossos estudantes. Esperemos que continuem assim, a tirar bons resultados mas sobretudo a gostar de ir à escola e de aprender.

Atravessámos uma fase muito complicada, os miúdos conseguem topar tão bem quando nós não estamos a 100% e os efeitos que isso tem neles não são nada agradáveis. Felizmente que agora (e bato na madeira) as coisas começam a acalmar! É que foram doenças atrás de doenças, todas as semanas alguém a ficar de molho, a Francisca a ser operada, muitos dias de hospital... E aqui a mãe já estava sem saber para onde se virar. Acho que nunca como este ano desejei que chegue rápido o bom tempo (mesmo isto implicando os miúdos crescerem ainda mais depressa!).

Hora do lanche da malta pequena, o dever chama! Espero mesmo voltar em breve com mais novidades.