domingo, 2 de novembro de 2008

A falta de tempo tem sido mais que muita e tenho deixado muito por registar... A maior parte das coisas já nem me lembro... Sou assim, a maioria das coisas, se não as escrevo acabo por me esquecer.
Este ano lectivo tem sido dificil de conjugar os horários de todas as actividades. Há dias em que há actividades com horário a coincidir mas que decorrem em sitios diferentes, outros em que os horários sendo diferentes acabam por ir chocar entre si... Resumindo, tem sido uma trabalheira! No outro dia dizia-lhes, na brincadeira, que talvez devessem escolher todos a mesma actividade e só uma para facilitar a vida aqui à motorista. Claro que não foi uma proposta, mesmo a brincar, nada bem aceite. Vendo a coisa pelo lado positivo, eles estão a adorar as actividades e servem bem para ajudar a descarregar a energia que não gastaram na escola.
O ano lectivo tem, no geral, corrido bem a todos. Com um ou outro problema mas é mesmo assim que é. A Camila já começou com os primeiros testes, que têm corrido bem e tido bons resultados, embora ela ainda fique nervosa na noite anterior ao teste. A Beatriz este ano tem dado mais que fazer, está mais irrequieta e tagarela na sala de aula e já vieram 2 recados para casa a alertar-nos para esta situação. Esta semana começam as fichas de avaliação, vamos ver se as boas notas se mantêm ou se o comportamento está a interferir na aprendizagem. O Tomás, depois dos primeiros 3 dias, passou a adorar a escola e é um gosto ver a alegria dele quando chega da escola e nos conta o seu dia. O Eduardo e o Gabriel também tiveram um período em que foi muito dificil deixá-los ficar na escolinha, com muito choro e birra, mas felizmente foi um periodo rápido e agora ficam bem na escola e passam bem o dia.
Os finais de tarde são um tanto ou quanto complicados e é aqui que noto mais a falta de tempo. É ir buscar uns, deixar outros, ajudar nos tpc's, ajudar a estudar para os testes, brincar com eles, fazer o jantar (felizmente que isto não é todos os dias, é uma grande ajuda não ter de me preocupar com o jantar), dar/orientar banhos, dar jantar, aturar birras, ler histórias, deitá-los e esperar que adormeçam todos rapidamente. Mas tudo se faz, felizmente, e não posso negar que, embora me canse, esta agitação toda completa-me e faz-me ser imensamente feliz.

18 comentários:

kombi disse...

revime nas tuas palavras, mas eu só tenho 2 filhas e penso não ter tempo para nada,não conseguir dar lhes atenção que acho que precisam, tb por aqui a forma de estarem na escola está a mudar.

grande mamã que tu és;D

beijocas

Patricia disse...

és uma super mamã... e ainda bem que estão todos bem na escolinha...

bjs

Kella disse...

Querida mamã, tens uma trabalheira terrível mas acredito que és imensamente feliz!!!!!

maedoskiduxos disse...

Acho que a felicidade é proporcional ao trabalho q se tem...
Eu confesso que ficaria atarantada com tantos. Dois já me dão bem conta da cabeça :D
Admiro bastante quem consegue conciliar tantos filhos, tantas actividades.

Bjs

Mamã Pirata disse...

Ès a super-mãe-mulher,n sei como consegues...mas com toda essa trabalheira ao fim do dia com a cabeça na travesseira deves agradecer a DEUS toda "esta felicidade".

Bem hajas,

Bala disse...

Eles são muitos, e dão trabalho, mas devem proporcionar alegrias nas mesma quantidades!

Que maravilha!

Nem imaginas o quanto eu gostava de ter 5....Quem sabe, um dia....

Bjinhos

Carla Isabel disse...

é isso que tb sinto, que compensa a agitação, que me comppleta!!!...mas so tenho 3!

Isabel disse...

olá querida
que saudades de te ler... estive a olhar para a idade dos pequenos e dei-me conta que a Concha já tem 8 meses... como o tempo passa...
imagino a azáfama e não sei como consegues, eu vejo-me grega com unzinho!!!

um abraço

Ana Guida disse...

este post transpira felicidade :) k bom e k assim continue :)

bjs*

Tranças disse...

Fiquei cansada de ler, acreditas???
Realmente ter 6 filhotes não deve ser para todos. Eu cá continuo a dizer que gostava de 3, mas é provavel que me fique só pelos 2.E acredita, não me dão trabalho, porque está tudo tão interiorisado, que se tivesse mais um iria ser igual.

Sabes na minha escola tenho 18 de 3 anos, por isso é facil, já estou habituada, lolo.

JOcas

p.s. já tinha saudades de te ler

banita disse...

Que inveja que tenho, também quero ter muitos filhos (3 para mim já chegavam para me sentir completa!) Tu és uma inspiração para ser melhor mãe! Porque se tu consegues (e tens mais filhos), eu também vou conseguir! Um beijinho de felicidade aos oito e quando puderes escreve, adoro "ler-te".

gralha disse...

É uma família muito bonita no meio de toda essa agitação :)

Carla disse...

Parabéns pela familia linda!

Mamã Petra disse...

Como eu sempre digo as pessoas mais ocupadas são tambem as com mais tempo para usufruir tudo o que a vida tem, e é assim que te vejo, ocupada e feliz.

Beijinhos grandes

Mãezana disse...

Boa mãe!!!
Que canseira...mas tudo compensa no final, não é?

Bjs grandes***

Catarina disse...

Parabéns mamã Maria, é preciso uma grande resistência para criar 6 filhotes, eu agora com 3 tenho uns quantos momentos desesperantes mas sei que compensa, e por incrível que pareça tenho dias em que penso no quarto, será?
Beijinhos grandes para a ENORME família!

Dani disse...

Sempre digo às pessoas que me perguntam como é ter 6 filhos... digo que é muito trabalhoso, mas não tem coisa melhor do que chegar no fim do dia e ver tudo feito e as crianças na cama dormindo tranquilamente.
Tbm sou imensamente feliz!
Escreva sempre!
Bjos e fiquem com Deus!
Dani

Susie disse...

Não consigo imaginar sequer o que será uma casa com seis filhos. eu com dois chego ao fim do dia exausta...nem imagino. Acho que de facto há pessoas que nascem mesmo para ser mães.