sexta-feira, 3 de abril de 2009

Do parto da Concha

Já vem com um tanto de atraso mas o tempo não dá para mais rapidez...
Em relação ao relato do parto da Concha:

A chegada ao hospital foi um misto de emoções, o alivio de termos chegado bem e de saber que a Concha iria, finalmente, ser examinada pelo pediatra. Como a palavra passa rápido, depressa dei por mim com imensa gente à nossa volta para ver a bebé que tinha nascido na ambulância. A família ficou muito agradecida por tudo ter corrido bem e nós ficámos com uma experiência bem diferente para contar à Concha.
O pai, que ia atrás da ambulância, estava uma pilha de nervos! Só me dizia para aguentar até ao hospital, que a bebé não podia nascer ali assim. Quando ouviu a Concha chorar, chorou ele também. Estava tão nervoso que até tive medo de ele ir pegar no carro e conduzir até ao hospital. Quando foi ter connosco, já no hospital, ainda ia meio atarantado. Pai sofre!
Carla, isso é que foi uma grande aventura! Nascer num helicóptero! E o que interessa é que correu tudo bem e acabamos por ficar com uma história muito engraçada para contar aos nossos filhos acerca do dia em que nasceram e da partida que nos pregaram ao não esperarem por chegar ao hospital.

5 comentários:

Rainha Mãe disse...

Uma história de nascimento bem diferente do habitual. Felezmente correu tudo bem!
Beijinhos:)

Carla Isabel disse...

Foi sem duvida uma aventura!

Bjs

Mãe Raquel disse...

É uma aventura sim!
Até é bom porque é rápido, num instante estão prontos para nascer e o importante é que tenham logo assistência adequada.

Já tou a ver a Concha a contar a história do nascimento dela aos amigos!!

Beijinhos

Mamã Petra disse...

Uma história bem bonita e diferente para a Concha contar aos netos um dia mais tarde.

Beijinhos para todos ...

SimplesmenteUmaMãe disse...

E que história! Bem diferente do habitual!
Mas é como dizes, o importante é que tenha corrido tudo bem :)

Beijinhos doces