quarta-feira, 13 de abril de 2011

Há meses dificeis.

O mês passado e este têm sido um bom exemplo disso mesmo.


Começou pela máquina de lavar roupa, que resolveu que era altura de ir para a reforma. Não muito mau, já era velhinha e tem-se a outra e pede-se à avó para emprestar a dela. Tem-se a outra, tinha-se a outra! Isto deve existir algum tipo de solidariedade entre electrodomesticos porque o que é certo é que nunca se avaria um sozinho e lá foi a outra máquina também. Como só com a máquina da avó não nos safamos e sinceramente não tenho vida para lavar roupa à mão, lá fomos nós às pressas comprar uma máquina de lavar roupa nova (que, aqui entre nós, acho que não foi assim uma muito boa compra ou então eu ainda não acertei com ela porque a limpeza da roupa não me está a agradar muito). Como se não bastasse, o carro resolveu avariar e foram mais uns quantos bons euros porta fora. Acabou por ser um arrombo na nossa economia mensal que não vinha mesmo nada a calhar.


Este mês, altura de trocar a roupa de inverno pela roupa mais fresca que já não há quem aguente roupa quente. Começo a tirar as coisas das caixas para ver o que ainda serve do ano passado, o que dá para tirar das caixas dos mais velhos para as dos mais novos. Do ano passado praticamente nada serve, a nenhum dos miúdos mas também não é de estranhar que os miúdos cresceram todos bastante. Das roupas que vão ficando dos irmãos, aproveitei o máximo que consegui que isto não está tempo para grandes (nem pequenos) gastos. Claro que nisto a Camila não se safa e precisámos de ir comprar umas peças novas para ela. Não sei se sou eu que não faço compras de roupa há muito tempo e por isso estava fora do real ou se as roupas estão realmente cada vez mais caras (já para não falar da falta de qualidade que apresentam). É que em meia dúzia de coisas vai-se um dinheirão e é certo e sabido que é roupa para durar pouco tempo. E os sapatos... Os sapatos estão caríssimos! Estive tentada a adoptar a ideia de mandar os miúdos descalços para a escola ou, para não sujar os pés, com os sapatos apertados! E com esta ida às compras lá o nosso orçamento familiar sofreu novo arrombo.


Agora meus meninos, é favor crescerem devagar (e sujarem pouco a roupa e estragarem pouco os sapatos) porque com o andamento que a coisa anda, tão cedo não me parece que vamos comprar roupas e sapatos novos.

8 comentários:

Mãe(q.b.) ao quadrado disse...

Como eu sei do que falas.. por aqui além das doenças e internamenos, foram tb avaria do carro, pagar seguros, condominios, começo da escola do pequeno que é um baurdio enfim... tou a arfar até ao fim do mês

É que nem me atrevi a gastar mais em roupa que essa é outra que o puo bem precisa oh lord!

jocas

anitanaoebonita disse...

Gosto muito de ler o seu blog e ir acompanhando um pouco a vossa linda familia.
Admiro o vossa coragem em terem um "grande" projecto de vida.
Muitos Parabens!
Não sei onde vive, mas já experimentou ir à Primark?
Tem uma no Dolce Vita Tejo e outra que abriu recentemente no Forum Sintra.
Tem coisas muito em conta, em especial para crianças, comprei lá muitas "pechinchas", jeans por 2€, dois pares de calças de fato de treino por 5€, duas T shirts de verão por 4€ e olhe que não são piores do que as da zara ou da zippy...
Tb tem calçado, mas nunca comprei, pijamas cuecas e meias tb são muito baratos e servem perfeitamente, atendendo que depressa deixa tudo de servir.
Tenis e sandalias para todo o terreno, quero dizer, para quem estraga tudo o que é sapato, DECATHLON, 9.99€.
Desculpe o longo discurso, mas não custa nada partilhar experiencias.

Mónica disse...

Está tudo pela hora da morte, como se costuma dizer!
Faço ideia vocês, com tanta gente a crescer!
Beijocas

Mónica disse...

Os miúdos crescem tão depressa ! E a crise não ajuda nada.. *

Carla Isabel disse...

ai como eu te entendo minha querida!

Bjs

Madame Pirulitos disse...

estas coisas acontecem quando menos podem acontecer, não é? Se bem que nunca é altura apropriada para rombons no orçamento!

Tentei escrever um e-mail mas diz-me que esse endereço não é reconhecido.
Precisava de colocar uma questão...

Bala disse...

De facto há alturas em que tudo parece estar contra nós....Este mês tocou-vos "esse mal"!

Quanto à roupa...Vás onde fores, a roupa está caríssima e não encontras diferença na qualidade. Continuo a dizer "Viva a Zippy"!

Bjos

Maria disse...

Mãe ao quadrado: ainda eles dizem que as familias têm de poupar, como se tal fosse possivel.

Anitanaoebonita: Obrigada pela partilha de experiência. Realmente não nos fica muito em mão mas sem dúvida que na próxima deslocação à capital vamos espreitar a Primark.

Mónica e Mónica: Está mesmo, e só com tendência para piorar, o que é pior.

Carla Isabel: Acredito! Isto não está nada fácil para familias grandes como as nossas.

Madame Pirulitos: nunca é mesmo mas parece que as coisas escolhem sempre para acontecer ao mesmo tempo e nos piores momentos. Mantenho esse mesmo mail e até ver não tive problemas com o não estar válido. Vou tentar ver o que se passa.

Bala: Por cá também gostamos da Zippy!