domingo, 16 de dezembro de 2007

Doenças, Natal e afins

Uma noite durante esta última semana a Beatriz veio ter comigo e perguntou-me se o Pai Natal existe porque a sra contínua tinha dito que não existe Pai Natal, que são os pais e as mães que metem os presentes nos sapatinhos. Não sabia muito bem o que lhe responder mas acabei por lhe dizer o que me fazia mais sentido e me pareceu mais acertado. Disse-lhe que o Pai Natal existe enquanto ela quiser que ele exista. Parece-me que foi uma resposta satisfatória porque quando saiu de perto de mim, com um sorriso nos lábios, disse-me "Então o Pai Natal existe, ponto final.".

Eu sinceramente não entendo esta parvoíce dos adultos acabarem assim com a magia do Natal dizendo às crianças que o Pai Natal não existe. Que mal há em as crianças acreditarem? Pessoalmente, penso que faz parte do ser criança e não vem mal nenhum ao mundo nem faz mal aos miudos acreditarem. Têm o resto da vida toda para viverem sem ilusões. A sério que não entendo mas tenho noção que os miúdos começam cada vez mais cedo a deixar de acreditar. E tenho pena. Mas cá por casa, enquanto os meus filhos quiserem, o Pai Natal existirá e todos os 24 de Dezembro, enquanto eles dormem, virá bater-nos à porta (baixinho para não acordar ninguém) para deixar os presentes nos respectivos sapatinhos. (Bate à porta porque não cabe na chaminé.)
No dia 24 deve ser o dia de todo o ano em que eles adormecem mais cedo e sem uma única reclamação pois sabem que quanto mais cedo dormirem, mais cedo o Pai Natal passa pela nossa casa para deixar os presentes. Até dia 24 de noite, os únicos presentes que estão debaixo da árvore são os que são para nós oferecermos aos familiares e amigos. Os dos miúdos estão todos escondidos. No dia 24, antes de os deitarmos, cada um deles coloca o seu sapatinho perto da árvore de Natal. Depois de os deitarmos e de nos certificarmos que estão mesmo a dormir, tiramos as prendas dos esconderijos e arrumamos perto dos respectivos sapatinhos. Na manhã de 25, acordam (cedinho), acordam-nos a nós e descemos todos juntos para vermos o que é que o Pai Natal lhes deixou nos sapatinhos. É um momento de enorme alegria, um momento que eu não sei colocar por palavras mas que é imensamente bonito. Não demoram muito a sentarem-se no chão e a começar a rasgar os embrulhos para verem o que escondem, mostrando-nos todos os presentes depois de desembrulhados. A nossa manhã (minha e do pai) é passada a separar laços dos papéis de embrulho, a tirar bonecos de caixas, ler instruções, certificar-nos que não há brinquedos nem papéis de instruções a irem para o lixo por engano juntamente com os embrulhos e a brincar com eles. São sempre umas manhãs maravilhosas.
Esta semana, entrámos na semana em que todos os dias, os mais novos, nos perguntam quantos dias faltam para o Pai Natal chegar ou se já é a noite do Pai Natal chegar. Entrámos também na semana em que andam super excitados com a ideia de estar quase a chegar o tão esperado dia e por isso, muitas asneiras acontecem. Até desembrulharem as prendas isto vai-se manter assim, é preciso mesmo muita paciência.
Quanto à gripe que nos atacou, acabou por atacar o pai embora mais ao de leve, só se safou a Beatriz. A Camila recuperou a tempo de ir às aulas na sexta feira, último dia de aulas deste período, assim como o Tomás, mas ele não foi à escola. O Eduardo e o Gabriel, coitadinhos, foram os mais afectados e fizeram uns febrões horríveis, na quarta feira estava a ver que tinha de ir a correr com eles para o hospital pois não havia meio da febre baixar dos 40º. Lá conseguimos aguentar sem recorrer ao hospital. Mal comeram durante estes dias, cada refeição um suplicio maior que a anterior e até mesmo para os fazer beber água foi complicado, só queriam dormir e foi o que fizeram durante a maior parte do tempo. Mas felizmente ontem começaram a dar sinais de melhoria e estiveram mais bem dispostos embora o Gabriel ainda tenha tido uma pontinha de febre. Hoje nenhum deles fez febre e a boa disposição esteve presente. Eu também já estou boa, tive a sorte de não ter sido muito afectada senão seria complicado. Valeu-nos, também, a ajuda dos avós com os miminhos extra para os seus doentinhos.

19 comentários:

Patrícia&ninos disse...

Estou completamente de acordo! Que parvoice a de certos adultos :( Sabes o que é?? Nunca foram motivados a acreditar no pai Natal ou se queres mesmo a verdade, acho que existe um pontinho (pontão!) de frustração para acabarem assim com a imaginação de uma criança..Podemos, nós adultos, não acreditar mas deixemos que eles, as crianças, acreditem!É daquelas fantasias que não têm mal nenhum ;)))

O meu c/9anos ainda acredita!!! E eu continuo a alimentar essa ideia..não acredita que a pessoa que se veste de Pai Natal todos os anos seja efectivamente o 'verdadeiro' mas acredita que ele viva na Lapónia e que tem lá mesmo as renas e a mãe Natal numa casa quentinha, eheheheh E eu simplesmente acho delicioso que um miudo de 9 anos me descreva assim...o Pai natal!

As melhoras dos nicos(as) daí de casa!

Patrícia

Mae Princesa disse...

Eu também fico furiosa com esses adultos parecem que têm prazer em acabar com as ilusões das crianças!!Por aqui também se manterá a magia até ser possivel!!!As melhoras de todos!!Ah, e será que o Pai Natal traz também o nome da mana?Era giro que sim...Bjo!

Carla disse...

Olá. Passo muitas vezes por aqui para ir conhecendo as tuas benções. Concordo inteiramente contigo e espero que daqui a um ou dois anos, o meu pedro também se deite cedinho no dia 24 e que deixe o sapatinho, na árvore ou na chaminé, para o pai Natal lá deixar as prendas. No que me diz respeito a mim, ainda hoje acredito no Pai Natal.

Felicidades e as melhoras de todos.

Sofia disse...

oh, que giro... a tua descricao fez-me reviver o Natal la em casa quando eu era miuda, era tal e qual assim!! Lembro-me de acordarmos cedissimo no dia 25 para ir ver o que havia no sapatinho... e da quantidade enorme de papel de embrulho, lacos e caixas que ficava por aquela sala.

Nao sei porque ha adultos que querem quebrar essa magia, e mesmo idiota. Mas a verdade e que e cada vez mais dificil, na escola ha sempre um ou outro que ja sabe e insiste em partilhar...

bjs e um optimo Natal para a vossa familia tao grande e linda!

María&Peste disse...

Já tinha imaginado que a vossa manhã de Natal seria assim :) Deve ser tão bom...

Eu concordo inteiramente contigo, acho que enquanto eles quiserem acreditar no Pai Natal, vão acreditar! É uma fantasia linda!

Ainda bem que estão todos melhores :)

Bjnhos

Cristina disse...

Acabar assim com o Pai Natal não se faz... Há pessoas...

Bjos e ainda bem que estao melhores.

Cristina

Bala disse...

A vossa manhã, do dia de Natal,é quase igual às minhas, quando era miúda. Acreditas que me comovi com a descrição!?!?

Não há direito, acabar com a ilusão do Pai Natal assim, "a seco". Mas, a tua resposta esteve à altura da pergunta!
....Aqui há tempos disse o mesmo a uma sobrinha minha, que me dizia que não há Pai Natal.

Espero que o Pai Natal viva, durante muitos anos, no imaginário do meu Tomate!

Bjinhos

Xana disse...

Ainda bem que estão todos melhores.
Boa semana.
Jinhos
Xana

Isabel disse...

Olá querida,

já tinha saudades tuas... ainda bem que já estão recuperados!!!
Essa tradição de Natal é engraçada
Eu sempre abri os presentes à noite e acho que não tenho coragem de deitar o João sem lhos dar... hehehe..
bjs

Cláudia, a mamã da Daniela disse...

felizmente já estão a melhorar!
o natal é uma época mágica. Gosto muito desta altura!

um beijinho

Ana Guida disse...

imagino k a manha de natal em vossa casa seja mesmo uma animaçao :) fico contente p te saber e aos teus filhos de boa saude :)

e tb axo uma estupidez acabarem assim com a ideia do pai natal :S bjs gds*

Lótus disse...

A existência ou não do Pai Natal deve ser uma decisão dos pais ou ao facto de com a idade irem-se desacreditando aos poucos, não compete a ninguém de fora estar a estragar as fantasias às crianças. Não percebo o que leva alguém a fazer tal coisa, mas há pessoas para tudo...

Ainda bem que estão recuperados da malvada da gripe.

Beijinhos

Patrícia disse...

Ainda bem que estão praticamente curados da Sr.ª Gripe!
Mas é claro que o Pai Natal existe!
São pessoas assim, que estragam a magia do Natal!
Já falta tão pouco! Tomara já!
Bjs

Carla Isabel disse...

Olá querida

Ainda hoje me lembro de o mau pai me ter "tirado" o pai Natal...fiquei destroçada!
Ainda onte lhe disse isso...e ele disse que era para eu saber a verdade...mas que mal fazia eu acreditar em algo tão bonito???
O meu filho ainda faz que acredita...pk eu estou sempre a falar do pai natal...e até a mimi já diz que é o "tái"!!!

Bjs e as melhoras!

Carla

Catarina disse...

Ainda bem que a gripe já está de saida na vossa casa!Graças a deus que na nossa ainda não entrou :)
Em relação á estupida da continua, deculpa-me mas não tem outro nome só me dava vontade de ir lá á escola perguntar-lhe se não tem mais nada para fazer, do que dizer isso ás crianças, deve ser uma pessoa muito frustrada e com muito mau espirito,mas enfim, ainda bem que correu tudo bem.
beijocas grandes aí para casa e se não nos falar-mos mais desejo-te um santo natal na companhia dos teus e com muita saude e alegria.

TorreDaVila disse...

Lá por casa eramos 6 irmãos e o natal era tal e qual o descreves... maravilhosas recordações...
Agora, com os meus filhos "adoptamos" a tradição do Pai (abrir á meia noite)... mas, nem de longe, é a mesma emoção e alegria...

beijos

Baguigolas disse...

Não podia concordar mais, tb acho uma malvadez n os deixar sonhar e até os tornar onfelizes com a desilusão.
Tens uma família fantástica, parabéns. Bem hajam, feliz Natal

Mary disse...

Também concordo contigo, porque acabar com a magia do Pai Natal!!! Os miudos tem tempo de saber a verdade, sinceramente existe pessoas que não tem sensibilidade nenhuma paras as crianças, foi uma boa resposta que deste tua menina.
Para a minha sobrinha ( 6 anos)ainda existe o Pai Natal , por volta das 23 horas dia 24, bate á porta e lá vai ela toda excitada receber o Pai Natal.
É o meu marido que costuma fazer e sinceramente é de morrer a rir, tem de por uns oculos escuros para ela não perceber, vamos a ver se este ano também não descobre.

Gostei de saber que ainda mantens a tradição antiga de abrir os presente no dia 25, acho lindo isso.

Beijos
Isa

@Memorex disse...

Engripada, fatigada, com os cabelos em pé, recebi um sorriso ao ler-te com 3 Post's seguidinhos!

A Dona Gripe, que baze... o amor, reine nesta casa, eu efectivamente acredito no Pai Natal, imagina tu com 23 anos. Não, não é o Pai Natal barrigudo de barbas brancas, mas o AMOR e a presença daqueles que mais amamos, vivenciar um sorriso infantil, os olhos a brilhar com a magia do natal...

Sim eu acredito no Pai Natal, porque em 2006 pedi um desejo enfadolho e fantasiado de muitas cores, e papéis de embrulhos ao quadrado, ou em forma redonda.

Pedi, silenciosamente uma prenda, na qual foi-me concendida: O Implante Coclear!!! Hoje, posso sorrir de novo, ainda com mais intensidade ao som das melodias nas canções de Natal... sim acredito no Pai Natal!

:)

Beijinhos para todos!
Memorex