sábado, 10 de novembro de 2007

Da Camila

Ontem foi uma Camila muito triste que entrou no carro quando a fui buscar à escola. Fiquei preocupada porque é muito raro vê-la triste e perguntei-lhe logo o que se passava, se tinha havido algum problema na escola, se estava com alguma dor. "Agora não quero falar" foi a resposta que obtive. Quando chegámos a casa voltei a tentar e em resposta choro, muito choro, choro sentido. Nem imaginam como eu estava nesta altura, também só me apetecia chorar e estava super aflita a pensar em tantas coisas que podiam ter acontecido para a deixar assim... Depois de muitos mimos e colinho, a Camila foi-se acalmando e conseguimos conversar sobre o que a tinha deixado assim tão triste. O motivo deste drama todo: uma nota de um teste mais baixa do que ela estava a contar porque a professora não lhe cotou umas perguntas por ela ter colocado mais informação do que a que ela tinha falado na aula e o pior, uma chamada à atenção por parte da professora em frente à turma toda de que não tolera meninas que pensam saber mais do que a professora... Conhecendo a minha filha como conheço, sei que o pior que lhe podem fazer é chamá-la atenção na frente de outras pessoas... Não vos passa mesmo pela cabeça o que eu senti (e ainda sinto ao pensar nisto) quando a minha filha, no meio do choro, me conta isto! Acham normal?! Não era suposto a professora ficar contente por ter uma aluna que faz pesquisa para além do manual escolar?! Desde quando é que colocar informação extra é pensar saber mais do que a professora?! Não sou professora mas tenho certeza que ia ficar muito satisfeita por ver que há alunos que se interessam e querem saber mais. Estive mesmo para hoje ir falar com a professora em questão mas a Camila pediu-me que não fosse e não queria fazer algo contra a vontade dela até porque a professora podia não gostar nada e depois ainda arranjava mais problemas com a Camila e não quero que tal aconteça. Mas que me apetecia ir falar com ela, apetecia! Agora vou esperar para ver como é que a professora vai agir com a Camila porque se acontecer algo parecido garanto que lá vou falar com ela.

Houve algo que a Camila me disse que me deixou a pensar... Será que exigimos demasiado dela(s)? Será que ela(s) sentem demasiada pressão nossa? Costumamos-lhe(s) dizer que para nós o mais importante é que sejam felizes e no que toca à escola, pedimos que dêem o seu melhor, não porque queiramos que sejam as melhores da turma mas porque sabemos que elas (e eles também) são muito inteligentes e, como tal, capazes de ter boas notas. Acima de boas notas, pedimos só que aprendam a matéria. Não exigimos para além das suas capacidades, ou pelo menos pensamos que não exigimos. Será que exigimos?

35 comentários:

SMG disse...

Costumo vir ler-vos, gosto muito do teu blog.
E este post chamou-me a atenção. Percebo porque não foste falar com a professora, se calhar eu também não iria, mas de facto, pensando bem, não é normal uma professora ter essa atitude com uma aluna. Se fosse professora e tivesse uma aluna como a Camila, podes ter a certeza que a felicitava pela iniciativa! Beijinho à Camila.

Mae Princesa disse...

A mesquinhez é um sentimento horrivel, e afecta todos, mesmo os profesores! Essa senhora é concerteza muito infeliz!! Coitadinha da Camila que se empenhou para surpreender e viu goradas as suas expectativas. Eu também era assim, e sempre fui elogiada e incentivada pelos meus professores. Devias falar pelo menos com a Directora de Turma, é a minha opinião. Eu quando é com o meu (o Salvador ainda não anda nestas lides...) fico logo possessa e ligo logo para a escola, nem quero saber! Bjocas e um beijinho especial à Camilinha!

Gui disse...

Pois é... eu tinha uma prof. de história (quando andava em humanidades, depois mudei de área) que só dava a cotação toda se a gente metesse lá coisas que ela própria não sabia!!!

a minha mae qdo há algum problema vai lá smp mesmo que eu n queira... dps o prof pode prejudicar-me ainda mais... mas a minha mae faz aquilo duma maneira que o prof. acaba por não poder prejudicar a aluna... e além disso, ela nunca vai falar com a prof. em questão, fala sempre com alguém acima dele... vai smp aos coordenares... tanto que qdo a minha mae chega à escola já toda a gente a conhece e qse que se poem em sentido... ela exige muito da minha escola... MESMO... qdo ela lá estudava prejudicaram-na e ela agora não tolerem que nos prejudiquem (a mim ou à minha irmã)


Se ela disse isso, é porque realmente a Camila sabia mais que ela... sinceramente, acho! os professores odeiam miudos que sabem mais que eles!!! Provavelmente, essa professora deve ser uma má profissional... provavelmente, ela não sabia aquilo que a tua filha pos no teste... acredito nisso. Vejo tanta coisa na minha escola que mete medo ao susto. Tenho uma prof. de Ing que nós verificamos MONTES de erros que ela fala. Nós levantamos a cabeça e olhamos pa ela... sbs kek ela faz? rediz tudo outra vez e xeia de medo de errar...

Para a próxima vez ou nem esperas pela próxima... vais falar com a Directora de Turma ou com o coordenador de ano e deixas bem explicito que não queres que a prof. a prejudique por causa teres ido à escola!!! E tentas fazer com que a DT ou o coordenador fale com a prof. e que resolvam o problema...

há pessoas que nunca deviam ser professores! E essa professora é uma delas!! Nenhum bom professor diz isso a uma criança. Além disso se ela não quer que eles façam isso... que falasse com a tua filha com calma, não iria repreende-la à frente da turma toda!!

*

Gui disse...

sou mesmo aldrabona... devia ter relido o que escrevi! :x mas acho que percebes :)

Kella disse...

Bem, eu sou professora e gosto bastante que os meus alunos me mostrem o que sabem, dando respostas completas! Neste caso, não sei se a minha colega terá por acaso achado que a resposta dada pela tua filhota não estava relacionada com a questão e que estava apenas a "debitar" informação...
Ela que não leve tão "a peito" esta situação.

Sofia disse...

Ainda estou estupefacta com a atitude dessa professora. Sinceramente... acho mesmo inadmissível que uma professora ralhe com uma aluna devido a essa questão!
Não é, de forma alguma, uma boa profissional e acho que com calma, deverias falar com a professora.
É por estas e por outras que a nossa classe (professores) é tão mal vista.

María&Peste disse...

Eu sempre fui uma aluna com notas exemplares. Lembro-me de haver professores que escreviam nos testes, em determinada questão, que havia excesso de informação e que não havia necessidade para tal. Mas nunca me deixaram de pontuar as respostas e nunca me chamaram a atenção, até pelo contrário, elogiavam-me diante da aula para cativar os outros.

Sinceramente acho a atitude da professora péssima, imagino como a Camila se deve ter sentido, tanto esforço para não ser reconhecida e pior para ser humilhada diante da turma.

Percebo a vontade de falar com a professora, até eu estou com vontade irra, mas pela Camila entendo porque não foste. Também não iria.

Tenho pena que haja maus professores por aí e muita pena que a Camila com as suas capacidades tenha uma má professora que não a reconheça...

Bjnhos grandes

Mu disse...

Não, acho que exigir de acordo com as capacidades deles não é exigir demais. É uma forma de educar, de lhes mostrar que podem fazer "render" os seus talentos. Para mim - que não sou a mãe dela, nem tenho nada a ver com isto - a questão é outra: deverias ir ou não falar JÁ com a dita professora? Percebo a questão do respeito pela vontade dela mas não será "premiar" o este tipo de comportamento idiota por parte da professora? Não sei, mas se fosse com uma das minhas Filhas, acho que não me continha... e depois talvez me arrependesse, não sei...

Mãe da Rita disse...

A atitude da senhora parece-me estranha; que não dê cotação a informação que considere fora do âmbito da matéria é uma coisa, que censure a Camila à frente da turma parece-me um disparate! Ela está interessada em ter piores alunos? Alunos desmotivados não são bons alunos, alunos que fazem o mínimo também não, mas parece ser destes que ela prefere. No entanto, houve aí um comentário de alguém que mete os professores no mesmo saco, o que não me agradou... Quando fores à escola para alguma reunião, tenta saber bem o que se passou com a D.T., é para isso que ela lá está, para servir de elo de ligação casa-escola (o comentário que diz q a mãe era temida, é um pouco assustador, qual o interesse? É uma mãe polícia para quê? Se a escola é assim tão má, o que andam os filhos lá a fazer? Que disparate!). Olha, desculpa o testamento! Bjs!

melobabyIV disse...

essa bruxa de professora,cá para mim o marido nao lhe deu coiso e tal na noite anterior ficou mal disposta...
desculpa a linguagem mas isso enerva-me...
epá isso é uma situaçao um bocadinho complicada e axo que sim,devias com certeza ir falar com a professora para apurar essa situaçao e afirmares para que nao se repita,prq se a professora foi capaz de fazer essa barbaridade(nao tem outro nome) é bem capaz de fazer mais ou pior,continuar a insulta-la...
prq para mim isso foi um insulto e tens tda a razao quando dizes que a bruxa da professora devia ficar orgulhosa da aluna empenhada...
mas como ela deve ter caido da cama logo de manha...
beijinhos e um abraço forte para a camila

melobabyIV disse...

se axas melhor prq nao vais falar com a professora sem a camila saber?
ou entao dt ou coisa assim...
ou o conselho directivo poderá te ajudar,prq nem tds os professores sao iguais...
nao é por causa de uns se culpam outros mas essa professora tem de levar uma queixazinha ou pelo menos explicar-se

Tranças disse...

Oi..."debitar" informação...????

De qualquer forma acho inadmissivel, repreender, ou chamar à atenção à frente de todos os outros alunos...eu sou Educadora como sabes, e nem aos meus pequenos faço isso, quando tenho de lhes dar ralhetes.

a prof, deve é ser tonta, ou então
é mal formada.

jocas

Camilinha, bola para a frente e mostra o que vales.

Nita disse...

Infelizmente ha pessoas que nao tem jeito para o que fazem!
O importante e que a Camila nao fique desmotivada, e continue a querer saber mais do que lhe e ensinado na aula! :)
Beijinhos para vcs e um especial para a Camila

Telma disse...

realmente não conhecendo lado da professora, pode ser complicado. realmente se calhar havia coisas que não estavam no ambito da disciplina, mas se fosse uma professora exemplar, diria isso mesmo. que apesar de gostar do esforço, não é aquilo que é suposto, e que ela tem que escrever aquilo que lhe perguntam e mais nada. agora humilhar em público é que não! mas se calhar a camila como ficou muito tocada, também acho que as palavras foram mais duras que a realidade foi.
acho que se se tornar a repetir é ir falar calmamente com ela, e mais nada. e analisar o teste, quando a camila o receber.

de qualquer modo, tenho a certeza que ela não sente que lhe pedem demais! eu sempre fui inteligente, e sempre gostei de tirar boas notas, e nunca senti isso uma exigência dos meus pais. ficava super triste quando fazia pior do que o que sabia, mas era mesmo por mim. acho que os miúdos que têm piores notas, mas que até se esforçam é que sentem mais isso.. portanto sentirão que estão a desiludir os pais!
agora creio que é importante darem-lhe muitos mimos para lhe subirem a auto-estima, e reafirmarem o quanto gostam dela ;)

mamã disse...

Oh linda, eu sou professora e como tal acho de louvar uma aluna, ainda por cima com a idade da Camila se mostrar tão interessada em aprofundar conhecimentos! É de louvar o empenho, o esforço e o trabalho da Camila...
Sinceramente por vezes não consigo perceber atitudes como esta...

Bjs grandes

Paula disse...

Revi-me na história da Camila. Aconteceu há uns anos algo semelhante com o meu irmão e se calhar o facto de na altura termos por optado por não intervir (a pedido dele) fez com que ele passasse a ter uma atitude de indiferença e desinteresse perante aquela e outras disciplinas. De um aluno interessado e aplicado passou a aluno pouco responsável e o seu rendimento diminuiu consideravelmente. Isto porque a situação se repetiu algumas vezes e ele não suportou a ideia de continuar a ser chamado à atenção por ser mais interessado do que a maioria dos seus colegas. Preferiu passar a ser mais um dos que passa desapercebido.
Enfim, ... espero que a situação da Camila não se volte a repetir e que ela consiga reagir positivamente a esta situação. Consegue ser de facto um ensino muito estranho este que temos.

Avozinha disse...

Também sou professora e os professores não são, em geral, assim tão maus! Calma! Se um caso desses me pusesse em causa, eu gostaria que a mãe da aluna, por ela ser ainda pequenina, viesse falar comigo para esclarecer o caso. É o que costumo dizer aos meus alunos (já bem mais velhinhos): qualquer queixa, falem comigo!

Inês disse...

Esta é a segunda vez que leio este post.
A primeira vez apeteceu-me ir bater na professora, a sério!
Depois fiquei a pensar nisto e, embora ainda me apeteça ir bater na professora, porque acho que o que ela fez, não se faz; pensando com calma acho que podias tentar "tirar partido" desta situação.
Infelizmente, a Camila irá encontrar pela vida pessoas ignorantes e com inveja, sei que são sentimentos feios e que seria óptimo que pudéssemos proteger os nossos filhos, mas não é possível; assim, porque não aproveitas para a ajudar a ultrapassar esta frustração e crescer, ser mais forte para que não possam magoá-la tanto de futuro.

Nota: Que fique bem claro que não concordo com a atitude da professora. A verdade é que provavelmente a Camila sabe mesmo mais que a professora e isso deve ter-lhe dado muito trabalho corrigir o teste. E mesmo que, como foi referido em alguns comentários, a resposta estivesse totalmente fora do âmbito da disciplina, repreender dessa forma, em frente de toda a gente??!!!

Quanto a exigir demais – se estivesses a exigir demais ela não conseguia acompanhar, certo?

Bjs

Bekas C. disse...

Eu falava com a profª....Não ia a correr para a escola, mas quando fosse o dia de atendimento aos pais (aqui há 1 dia por mês para isso) ou a reunião da avaliação do período, não deixava passar em branco! Porque acho que isso pode prejudicar a motivação da Camila.
;)

anaguieiras disse...

Se a escola, é uma instituição para ensinar e preparar as crianças para o futuro, não teve lógica nenhuma o que a professora da Camila fez. Até porque uma criança da idade da Camila mostrar que sabe mais do que aquilo que foi dado na aula é muito bom sinal, pois mostra que é uma menina empenhada, que gosta de aprender e que tem interesse pelas matérias dadas na escola. E pelo que me lembro dos meus anos de escola, os professores davam o essencial e o aluno é que tinha que ir estudar para casa. Portanto a Camila está no bom caminho, essa professora é que deve ter algum problema.

Quanto ao ir falar com a professora, entendo porque a Camila não queira. Mas, talvez porque não estou na tua situação, se tivesse secalhar pensava de outra forma, eu iria na mesma, nem que fosse para lhe dar a entender que a Camila é uma menina aplicada, que gosta de aprender, e que o facto de ela ir estudar para casa não é para mostrar á professora que sabe mais do que ela, mas sim para mostrar que se interessa por saber sempre mais. E o que a professora lhe poderia ter dito era que "gosto de saber que sabes mais do que é dado nas aulas, isso significa que estudas, mas não era necessário teres colocado uma resposta assim no teste."

No meu ver as palavras que a professora usou é que fez a tristeza da Camila, secalhar se ela chamasse a atenção dela á frente dos outros meninos, mas de outro modo, sacalhar a Camila não tinha ficado tão magoada.

Beijos

familiateixeira.blogs.sapo.pt

Cláudia, a mamã da Daniela disse...

Que atitude horrivel da professora!
Estou sem palavras.
Em vez de se premiar o esforço e a dedicação de quem estuda, premeia-se quem debita o que a professora diz?!

Isto não é nada normal!!!!
Ou, não devia ser!!!!

Caminhamos para a estupidificação total!

É por essas e por outras que eu gostaria de educar a minha filha em casa!!!!

Eva Lima disse...

Agora que já acalmaste podes e deves ir falar com o director de turma.
Eu sou a refilona de serviço mas, a minha experiência com o sistema de ensino, diz-me que é sempre bom tirarmos as coisas a limpo enquanto é tempo.

El Trinca disse...

Realmente esta história não têm pés nem cabeça! A professora devia elogiar uma aluna que se esforça por apreender mais, sobre determinado tema do programa.

Parece-me evidente que, por exemplo, no que respeita à História de Portugal, é dada de maneira diferente no 2ªciclo no 3º ciclo e no liceu, apesar de ser conteudo programático de todos estes anos! E a diferença, encontra-se precisamente no aprofundamento que se dão aos temas.

Eu ainda não tenho filhos, mas imagino que se esta questão se tivesse passado com uma filha minha certamente no dia seguinte estava na escola, com o teste em questão, o livro escolar e a falar com a Directora de Turma ou a Presidente do Conselho Pedagógico.

Estas coisas não são normais, deviam ser corrigidas para não se voltarem a repetir com mais nenhum aluno da dita professora!

E não falo do responso que a Camila levou à frente dos colegas que essa ai é completamente inadmissivel!

Carla Isabel disse...

Minha querida

É a primeira vez que te visito e ADOREI!!!!!
5 filhotes e o sexto a caminho!!!Que maravilha!
..olha se queres saber a caderneta do meu filho já acabou e ainda agora estamos no inicio do ano!!!
bjs
Carla

Carla - Vida a 4 disse...

Se me acontecer o mesmo também não vou falar com a professora, mas vou-lhe ficar com um pó...
Há professoras tão más. É suposto gostarem de crianças, não é?

Bjs

Ana Guida disse...

Maria, eu tb sou professora e, digo-te, fiqei chocada com o k li (s calhar nao deveria, mas enfim...). há pessoas mt frustradas e essa senhora e sem duvida uma delas. espero k a tua filha continue a ser uma aluna exemplar, sempre interessada naquilo k aprende...se houvesse mais como ela estou certa k mts problemas no ensino estariam resolvidos...

k este triste episodio nao se reflicta no futuro dela. bjs*

ana disse...

olá!

antes demais os meus sinceros parabéns pela família que tem, pela forma como conta aqui gerir a vida de todos os dias, porque hão-de haver muitos momentos em que não deve ser nada fácil!

agora, o assunto deste post. e peço desde já desculpa pela extensão do meu comentário que sei que vai ser longa. em relação à actuação da professora posso garantir-lhe que está totalmente fora dos limites. não sou professora mas tenho pais, avó, padrinhos e amigos professores e vou sabendo como funcionam as coisas. não importa se a camila está no primeiro ano do ensino básico ou no último da faculdade, o que a professora fez não tem justificação. nem do ponto de vista pedagógico e muito menos do ponto de vista ético. acredito que tenha sido gerador de um desconforto enorme para ela e de uma angustia ainda marior para si porque é realmente injusto. permita-me, no entanto, que lhe diga uma coisa e mil desculpas se achar abusivo: eu falaria com a professora em quaetão, sim. falaria inclusivamente com a directora de turma. não para tirar satisfações mas para perceber o que aconteceu exatamente, tendo sempre em linha de conta aversão da camila e fazendonotar o seu ponto de vista. seria muito importante. e explicar à camila o porquê de ter de o fazer. porque se há momentos na vida em que temos de engolir sapos, outros há em que temos de saber reivindicar os nossos direitos. de forma educada e razoável.

um beijinho muito grande e, mais uma vez, parabéns!

Patrícia disse...

Acho lamentável a atitude da professora para a tua filha...
Acho que a Camila até poderia servir de exemplopara os coleguinhas mais preguiçosos!

Parabéns pela menina que aí vem!
Tinha votado num rapaz...

Só agora consegui actualizar-me nas vossas novidades, durante a minha ausência.
É bom ver que estão bem.
Bjs

Catarina disse...

Oi!adoro ler o teu blog e a tua familia é simplesmente fantastica.
deixei-te um miminho no meu blog.
beijocas

Mary disse...

Digamos que a professora foi um pouco infeliz, nem se lembram que estão a lidar com garotos.

Acho que deverias falar com a directora.
Imagino como a garota está, empenhada e ainda por cima a professora dá bronca por saber a matéria.
Tenta te acalmar, cabeça quente é pior, tenta lá ir num dia que já haja reunião marcada, não vás de propósito.

Beijocas
Isa

Smas disse...

Não compreendo a atitude dessa professora, eu acho que se fosse professora pensava como tu. É bom eles terem interesse e pesquisar pois só os vai ajudar no futuro. Coitada da tua filha, deve-se ter sentido mesmo mal.
Mas eu chamaria a atenção da professora numa futura reunião.
Bem, agora deixaste-me a pensar pois eu digo ao meu filhote mais ou menos o que tu dizes à tua...
Bjs e um muito especial para a linda Camila

Isália disse...

meu deus...que mundo e este...isto será possivel?

Kelly disse...

Mas que estupidez!!! Então é coisa que se chame a atenção? Desmotivá-la dessa maneira?
Não creio que exiges demais, porque os miúdos mesmo exigindo, só fazem se quiserem e se a Camila teve interesse em pesquisar, em saber mais só te podes sentir super orgulhosa de ti e dela.
Foi uma atitude muito pouco pedagógica da professora...
Fico mesmo revoltada com estas coisas..

csr disse...

Também eu sou professora e não venho aqui defender a senhora. Acho que é um excesso a atitude da dita senhora e penso que como mãe iria á escola para obter mais informação e explicar o estado em que ficou a Camila.
Não é humilhando que se cativa uma criança e pelos visto essa senhora não conhece a sua aluna. Tenho pena que haja professoras assim.
Tudo a correr pelo melhor.
Beijinhos

Bekas C. disse...

Este problema é bem pior do que o da minha Francisca... há pessoas que NUNCA deviam ser professoras!!
Espero que ela consiga ultrapassar bem este problema.

No meu caso, fui falar com a professora da Francisca e contei-lhe o que se passou, disse-lhe que não gostei e não compreendia a actitude da profª de inglês. Ela começou logo por desculpa-la "estas professoras novinhas tem falta de experiência, ás vezes fazem assim umas coisas..." mas ficou de falar com ela. Pode ser que pelo menos não faça isso a mais ninguém.
Entretanto, a Francisca já teve mais 2 aulas de inglês e correu tudo bem. Tinha-lhe dito que por ter tido UM problema, não era razão para desistir, que ela era muito inteligente e forte e ia passar por cima disso.

Beijokas